Amanhecer - 5. Ilha de Esme - 74

sábado, 17 de outubro de 2009 10:52 Postado por Yanne Lívia.
_ Não tenha medo. Nós pertencemos um ao outro.
De repente fui dominada pela verdade de minhas palavras. Aquele momento era tão perfeito, tão correto, que não havia dúvidas.
Seus braços me envolveram, apertando-me contra ele, verão e inverno. Eu tinha a sensação de que cada terminação nervosa do meu corpo era um fio desencapado.

_ Para sempre - concordou ele.

Sua Opnião: 

0 Response to "        Amanhecer - 5. Ilha de Esme - 74"

Postar um comentário

Todo blogueiro sabe que a opinião de seus leitores é importante, então fique à vontade para expor a sua opinião. Obrigada :)

_

Durante muito tempo eu fiquei preocupado com o que os outros achavam ao meu respeito. Mas hoje, o que os outros acham de mim muito pouco me importa [a não ser as pessoas que me amam], porque a minha salvação não depende do que os outros acham de mim, mas do que Deus sabe ao meu respeito.