Desabafo...

terça-feira, 18 de maio de 2010 22:15 Postado por Yanne Lívia.

 "Fiz planos, sonhei por nos dois, alimentei uma fantasia!Pensei em nossas vidas, a gente casado, a gente acordando juntos, eu te dando um beijo de bom dia, tomando café e saindo pra trabalhar... Almoçando juntos, e passando uma noite de amor mesmo que o trabalho nos estressasse e nos deixasse cansados... E nas brigas, sonhava que seria brigas de quebrar pratos, copos, jogar na cara e depois de tudo baixar a cabeça e cada um correr atrás do outro fazendo as pazes nos amando, e se não fosse assim eu te pediria perdão mesmo se o errado fosse você, porque fico com o coração na mão quando brigamos, sonhei em noites de frio ter braço quente junto a minha cintura, sonhei em noites de calor teu pé junto do meu me esfriando, pensei nas viagens, no primeiro filho, na briga que ia ser o nome, porque tu já sabe neh os nomes que quero... Mas tbm pensei em dificuldades em pagar as contas, em criar um filho no mundo que está hoje, porque é muito difícil! Pensei quando o casamento já estivesse se desgastando a gente sentaria e repensaria maneiras de tornar a rotina numa diversão novamente, pra que aquele fogo do começo de tudo não se apagasse! Pensei em nós assistindo um filme e com essas risadas, pensei em você me chamando de meu anjo, pensei na gente contando a nosso filho toda nossa história e como tudo começou! Pensei em 2 anos , em 3 anos... em todos os anos ganhar um buquê de flores, sonhei em você me dando um flor quando meu dia fosse péssimo, quando eu estivesse te tratando mal e você revertesse a situação com essa rosa, pensei em você estressado do trabalho me olhando de mal jeito, com raiva, e eu chegando te abraçando, pra você sentir o meu calor e sentir que mesmo não estando de bom humor eu estaria sempre ali... Pensei nós na formatura do nosso filho, pensei em nós doentes cuidando um do outro, pensei em nós velhinhos contando histórias para nossos netos e ainda dormindo juntos, você com o braço na minha cintura, sonhei eu e você morrendo, pensei se você morresse primeiro meu choro e minha vida acabada porque com certeza eu morreria com você! Enfim,  pensei em uma vida totalmente anormal, como outras qualquer mas que fosse nossa... mas nos não passamos de um namoro cheios de desencontros, de felicidade, de um amor muito forte, mas que não resistiu a tanto sofrimento!"
Quem sabe um dia eu poderei sonhar de novo... Mas só quero sonhar se ele se realizar, porque só ficar na cabeça dói, dói muito... sonhar e saber que realmente não passa de um misero sonho!
Pois bem... foi todo de coração, mas hoje não quero que ele saia do papel...! Na vida a gente aprende a ser mais forte a cada queda!Não quero te julgar muito menos te menosprezar aqui... Me orgulho de todo o nosso amor, e de tudo o que eu fiz pra que a gente desse certo! Não me arrependo de NADA, afinal, vão ter lembranças ótimas.... Porque quando nós éramos felizes, contagiávamos a todos ao nosso redor! Você nunca foi e nem é obrigado a me fazer feliz! Não podemos culpar os outros pelo que esperamos deles porque nem sempre eles são capazes ou estão dispostos a dar o que queremos!


_


Leve com você
Só o que foi bom
Ódio e rancor
Não dão em nada
Nada

Ouço aquele som
Lembro de você
Como acabou
Mas não tem nada não
Só guardo o que foi bom
No meu coração
O amor é como o sol
Sabe como renascer

Sinto o calor
De mais um verão
Tudo ganhar cor
E de nada vai valer
Lamentar a dor
Nós temos que
Seguir em frente
A vida não parou
Vai ser difícil esquecer
Tudo o que passou
Mas são as quedas
que ensinam a cultivar o nosso amor

Pensar no nosso futuro
Pensar no nosso futuro
Ser feliz

Sua Opnião: 

0 Response to "Desabafo..."

Postar um comentário

Todo blogueiro sabe que a opinião de seus leitores é importante, então fique à vontade para expor a sua opinião. Obrigada :)

_

Durante muito tempo eu fiquei preocupado com o que os outros achavam ao meu respeito. Mas hoje, o que os outros acham de mim muito pouco me importa [a não ser as pessoas que me amam], porque a minha salvação não depende do que os outros acham de mim, mas do que Deus sabe ao meu respeito.